8 coisas que não te contam sobre o Franchising

8 coisas que não te contam sobre o Franchising

22 de janeiro de 2018

Você sabe qual é a definição de Franchising? De acordo com o Art. 2º da Lei nº 8.955, de 15 de Dezembro de 1994, essa é a definição oficial de Franchising no Brasil:

“Franquia empresarial (Franchising) é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.”

Mas será só isso? Responda-me: o que você acha?

Pra mim, Franchising vai muito além disso! Franchising também é confiança, comprometimento, suor, é saber seguir regras, ter disposição, gostar de lidar e desenvolver pessoas, estar disposto a aprender e a ensinar, gostar e ter vontade de ganhar dinheiro. Vamos por parte:

Confiança

Se você é franqueado, talvez esteja investindo o dinheiro que você juntou por toda vida. Se você é o franqueador, estará passando todo seu know-how e permitindo o uso da sua marca que você criou e desenvolveu com tanto carinho e dedicação. Seja franqueado ou franqueador, você faria algo sem saber onde está pisando?

Comprometimento

Se você é o franqueado, ao assinar a COF (Circular de Oferta de Franquia) e depois o Contrato de Franquia, estará se comprometendo a manter todo o padrão da marca, além de estar comprometido com os pagamentos de royalties e fundos de propaganda. Da mesma forma é para o franqueador, que estará se comprometendo a entregar tudo àquilo que ofereceu na COF.

Suor

Quando digo suor, quero dizer exatamente isso. Suar na operação, tanto franqueado como franqueador precisam estar 100% ligado na operação, acompanhando sempre de perto. Só assim o sucesso virá!

Saber seguir regras

O franqueado deverá cumprir todas as normas de procedimento operacionais e técnicas estipuladas nos manuais, treinamentos e comunicações feitas pela franqueadora. Por sua vez, a franqueadora tem o dever de elaborá-las.

Disposição

Como sou do setor de alimentação e vivo isso na pele, posso falar que para trabalhar em tal setor, é preciso ter muita disposição para enfrentar longas horas de trabalho todos os dias. E aí, você está preparado para atuar desta forma?

Gostar de lidar e desenvolver pessoas

Aproveitando o exemplo anterior, no setor de alimentação estamos lidando com pessoas o tempo inteiro, então se você é o franqueado precisa gostar de atender seus clientes da melhor maneira possível, conquistando em cada o sentimento de “Uau!”. Mas como fazer isso? Desenvolvendo as pessoas que estão ao seu redor, que trabalham com você, para que elas estejam preparadas para atender seus clientes da melhor forma possível.

Estar disposto a aprender e a ensinar

Muitas vezes o franqueado assina um contrato com uma franquia de setor totalmente diferente da sua última ocupação, e isso pode dar muito certo. A franqueadora tem o dever de passar toda a forma como trabalha através de manuais e treinamentos. Quando o franqueado segue todos os passos e tira todas suas dúvidas buscando realmente aprender, na maioria das vezes o sucesso é certo!

Gostar e querer ganhar dinheiro

Estamos falando de negócios, e todo negócio tem que buscar sempre a lucratividade da empresa. No papel de franqueado, temos que seguir os padrões da franquia e ter o controle do CMV (custo de mercadoria vendida).

E aí, você prefere ser franqueador ou franqueado?

Eduardo Soares

Eduardo Soares

Assistente de Expansão do Grupo Alento, franqueadora detentora das marcas Billy The Grill, Vizinhando e Naa! Sushi Bar.

Facebook Comentários