Cidades para abrir um negócio fora do eixo Rio-São Paulo

Cidades para abrir um negócio fora do eixo Rio-São Paulo

26 de novembro de 2019

Em tempos de alta concorrência e intensas análises estratégicas, saber quais as são as melhores cidades para abrir um negócio, principalmente fora do eixo Rio-São Paulo, é uma maneira inteligente de garantir o sucesso do seu investimento.

Pensando nisso, a Goakira Consultoria desenvolveu um estudo para apontar as principais cidades para abrir um negócio no Brasil. O resultado não chega a ser nenhuma surpresa, com as duas principais capitais da região Sudeste encabeçando o ranking.

Mas para ajudar, detalharemos os lugares fora do eixo Rio-São Paulo mais favoráveis à abertura de um negócio. Continue com a gente!

Quais foram os critérios utilizados no ranking das melhores cidades para abrir um negócio?

Antes de apresentar as principais cidades para abrir um negócio, é importante entender quais foram os critérios utilizados pela empresa para criar o ranking.

Basicamente, a Goakira Consultoria utilizou dados de institutos e empresas conceituadas, como IBGE, Geofusion e Economapas, para comparar densidade demográfica, renda e poder de compra de diferentes cidades brasileiras no período entre 2010 e 2018.

Ao cruzar informações, a consultoria conseguiu organizar os locais que mais cresceram economicamente, mesmo diante das crises que assolaram o país nesse período.

Então, quais são as melhores cidades para abrir negócios fora do eixo Rio-São Paulo?

Enfim, conheça os locais mais atrativos do país para iniciar um negócio além do eixo Rio-São Paulo.

Maceió, Alagoas

Bem longe do eixo Rio-São Paulo, a capital de Alagoas está na terceira posição entre as principais cidades para abrir um negócio. A cidade se destaca pelo altíssimo PIB e por apresentar uma população com bom poder de compra.

Atualmente, Maceió já é uma concentradora de franquias, com mais de 570 marcas do setor. Os segmentos mais trabalhados são esporte, beleza e lazer.

Santo André, São Paulo

Localizada na região mais rica do país, a cidade de Santo André aparece no top 5 do ranking. E embora integre a região metropolitana de São Paulo, tem independência quando o assunto é desenvolvimento de empresas.

Até 2018, Santo André já contava com mais de 650 marcas de franchising. Uma das razões de a cidade ser uma impulsionadora de negócios é o grande fluxo de pessoas que passam em direção a outras regiões. Com seus mais de 700 mil moradores, o número de clientes se torna altamente atrativo.

Campo Grande, Mato Grosso do Sul

O único município da região Centro-Oeste a aparecer entre as melhores cidades para abrir um negócio, Campo Grande se destaca no cenário corporativo há alguns anos.

Embora a região ainda não tenha um poder de atração populacional, como Sudeste ou Nordeste, a capital do Mato Grosso do Sul, graças à sua boa infraestrutura, é vista como um ambiente propício para empreendedores iniciantes, bem como para pequenas e médias empresas.

Belo Horizonte, Minas Gerais

Belo Horizonte não aparece entre as melhores cidades para abrir um negócio à toa. Além de ser reconhecidamente uma metrópole, a capital do estado de Minas Gerais teve um bom crescimento econômico em 2018.

Além disso, a proximidade do eixo Rio-São Paulo é interessante para todos os investidores que desejam abrir um segundo negócio não tão longe das duas capitais.

Curitiba, Paraná

Curitiba não aparece bem somente quando o assunto é abertura de empresas. A cidade constantemente encabeça listas e estudos sobre os melhores lugares para se morar ou construir família no Brasil.

Conceitos inovadores e de empreendedorismo também estão por toda capital paranaense. Até mesmo a parte burocrática para iniciar um novo negócio é bem menos puxada do que em outras regiões do país.

Por essas e outras razões, investidores de todo o Brasil escolhem Curitiba como ponto estratégico para as suas marcas.

São Luís, Maranhão

São Luís é mais uma capital nordestina que aparece entre as principais cidades para abrir um negócio fora do eixo Rio-São Paulo. O mais impressionante é que o município ficou na frente de capitais importantes da região, como Salvador e Recife.

Embora o PIB não seja tão alto quanto de outros locais, a cidade maranhense é forte no turismo e conta com mais de 700 empresas no ramo do franchising.

Ainda temos Guarulhos e Campinas como boas cidades para abrir negócio fora do eixo Rio-São Paulo — e, assim como Santo André, os dois municípios demonstram força independente da capital paulista.

Em suma, com essas dicas você já pode escolher o local mais propício para expandir a sua marca em pontos que vão além das duas principais metrópoles do país.

Gostou das nossas dicas? Deixe as suas impressões nos comentários!

Facebook Comentários