Abrir uma franquia ou um negócio próprio? Saiba qual a melhor opção!

Abrir uma franquia ou um negócio próprio? Saiba qual a melhor opção!

8 de setembro de 2017

A escolha entre um negócio próprio ou abrir uma franquia deve ser muito racional e ter como premissa a busca pelo equilíbrio entre o objetivo do empreendedor e seu perfil como gestor.

Franquias são uma boa opção para quem quer ter seu negócio próprio, porém com riscos controlados e com projeções financeiras mais tangíveis. Já o projeto próprio demanda do empreendedor um pouco mais de arrojo para correr um risco relativamente maior. Isso porque o negócio ainda não foi experimentado, ou seja, não se sabe como o mercado reagirá a ele.

Ideia para um novo negócio

O ponto inicial para esta discussão deve ser a ideia. Se você tem uma ideia inovadora, vale a pena estudar o mercado, fazer pesquisas qualitativas ou até mesmo contratar uma consultoria para antever a reação do público. Se a ideia passar na análise de viabilidade, vá em frente!

Se ainda não surgiu uma grande ideia para trabalhar, ou se a ideia não se mostrou viável diante dos estudos feitos, é melhor estar aberto às duas opções.

Abrir uma franquia ou um negócio próprio?

A franquia é um modelo de negócios em que o franqueador, criador da marca, cede ao franqueado o direito de uso da mesma, bem como todo o know-how do negócio, para que seja replicado com sucesso.

Vantagens de abrir uma franquia:

Negócio testado: No caso das franquias do Grupo Alento, nossos negócios já estão no mercado há 5 anos.

Padronização/Regras: Para garantir a excelência da rede, exigimos dos franqueados o cumprimento das regras e a padronização dos processos e produtos. É garantia de qualidade!

Projeção financeira: Conseguimos entregar aos franqueados estimativas reais de faturamento baseadas no histórico de outras lojas da rede com o mesmo perfil.

Publicidade: É cobrada uma taxa de marketing que arca com custos da agência de publicidade, responsável pelas criações de campanha, além de custear mídias. Com isso, o montante gerado é suficiente para fazer grandes ações, o que você talvez não conseguisse sozinho, ou teria alto custo para investir.

Marca forte: Montar uma franquia é ter acesso a uma marca já posicionada no mercado. Isso traz consigo uma carteira de clientes sem esforços gigantes na prospecção.

Apoio: Estamos à disposição do franqueado para auxiliá-lo na gestão de seu estabelecimento, através principalmente de consultores de campo, que fazem visitas frequentes às lojas, orientando os franqueados em todos os aspectos da operação do negócio.

Desvantagens de abrir uma franquia:

Dependência do sistema. Esta é uma questão muito séria nos casos em que o franqueador é também fornecedor de produtos. Qualquer falha no sistema de planejamento ou logística pode deixar o empreendedor sem abastecimento e gerar grandes prejuízos.

Inflexibilidade. O franqueado deve se submeter às decisões tomadas pelo franqueador, inclusive no que diz respeito à escolha do ponto comercial e à precificação dos produtos. Olhando por outro lado, a inflexibilidade pode ser vista também como uma vantagem, afinal, o franqueador tem o know-how para tomar essas decisões de forma embasada. No entanto, é importante que o franqueado tenha ciência que, de alguma forma, continuará a responder à alguém.

Negócio próprio

Este modelo propõe a criação de um negócio do zero. Desde o desenvolvimento da marca, definição dos processos, padronização dos produtos e do atendimento, planejamento financeiro, até o gerenciamento da comunicação com o mercado.

Vantagens de abrir um negócio próprio:

Liberdade gerencial: O projeto próprio dá ao empreendedor toda a liberdade para gerir o seu negócio.

Ponto comercial: O ponto comercial é escolhido pelo próprio empreendedor de acordo com suas análises e contexto financeiro.

Novos produtos: O empreendedor tem liberdade e mais velocidade para se adequar às demandas do mercado.

Crescimento: Em casos de sucesso, o negócio poderá ser replicado para outras lojas próprias ou até mesmo para possíveis franqueados.

Desvantagens de abrir um negócio próprio:

Centralização: O empreendedor deverá responder por todas as áreas da empresa.

Conhecimento: O conhecimento dos variados setores envolvidos se faz necessário.

Risco: Se o negócio não for bem absorvido pelo mercado, pode ocasionar o encerramento das atividades.

Custos: O empresário terá custos mais elevados em áreas como publicidade e propaganda porque terá que investir sozinho.

Após analisar as vantagens e desvantagens das duas opções, é importante entender qual solução melhor atende à ideia do seu negócio e ao seu perfil.

Ainda está com dúvidas entre abrir um negócio próprio ou abrir uma franquia? Baixe nosso [Infográfico] 7 motivos para abrir sua franquia e saiba por que você deve abrir uma franquia.

João Gabriel Ribeiro

João Gabriel Ribeiro

Analista de Marketing Digital do Grupo Alento, franqueadora detentora das marcas Billy The Grill, Vizinhando e Naa! Sushi Bar.

Facebook Comentários