A importância de representatividade e inclusão para promover a sua marca

A importância de representatividade e inclusão para promover a sua marca

27 de fevereiro de 2020

Representatividade e inclusão estão em voga na nossa sociedade e no mundo todo. Atualmente, com a facilidade de acesso à informação possibilitada pela era digital, as pessoas passaram a entender mais a importância desse tipo de tema.

No entanto, embora sejam bastante debatidas, essas ideias ainda têm certa dificuldade de se transformar em práticas em várias esferas, inclusive no mundo empresarial. Algumas empresas, por exemplo, se limitam a admitir funcionários com deficiência para cumprir a lei.

Então, quais são os benefícios reais de se praticar representatividade e inclusão nas empresas além do convencional? Como começar a fazer isso da melhor maneira? Para ajudar você a responder essas perguntas, preparamos este artigo especial sobre o assunto.

Boa leitura!

Por que é importante para a sua marca promover representatividade e inclusão?

Apesar da visão unilateral que permeou o passado, hoje, a maior parte da população mundial entende que uma sociedade é feita por muito mais que um ou dois perfis de pessoas e que diversidade e pluralidade são inerentes ao ser humano.

Ou seja, por si só, essas ideias já se mostrariam altamente relevantes para serem debatidas e aplicadas em todas as esferas da sociedade. Porém, na era da globalização e do compartilhamento de informações, a promoção dessas pautas traz benefícios que seriam pouco prováveis há algumas décadas ou séculos.

Os grupos que antes eram preteridos e relegados passaram a ter voz e participação ativa na indústria, no comércio e no entretenimento, entre outros espaços. E as marcas que agora promovem representatividade e inclusão foram abraçadas por eles e por grande parte do público consumidor.

Com isso, surgiram os benefícios. Conheça alguns.

Valor para a marca

Como dito, trabalhar representatividade e inclusão é cuidar da sua marca. Nunca antes na história do mundo empresarial a imagem de uma organização foi tão importante para o sucesso dela — muitas vezes, sendo mais relevante que o preço ou a qualidade de um produto ou serviço.

As marcas que debatem e praticam essas ideias elevam seu valor e melhoram sua reputação perante o público e o mercado. É que, em geral, os clientes têm maior receptividade pelas empresas que abraçam essas causas.

Atração e retenção dos melhores profissionais

Não é apenas com os consumidores que a sua empresa ganha maior respaldo. Se existem atualmente locais que debatem com afinco as questões de representatividade e inclusão, esses são as universidades e escolas profissionalizantes.

Ou seja, os profissionais mais gabaritados surgem no mercado com uma visão positiva sobre esses temas. Portanto, ao desenvolvê-los internamente, você naturalmente atrai esses colaboradores.

E se os conceitos forem trabalhados corretamente, a sua marca não só consegue atrair os melhores profissionais, como tende a ser bem-sucedida na retenção deles.

Destaque perante a concorrência

As marcas que são mais responsáveis socialmente, promovendo ideias como consumo consciente e outras pautas, são mais benquistas no mercado. Isso é um fato.

Ainda que muitos clientes não entendam os temas por completo, eles sentem maior prazer em contribuir com essas empresas. E isso destaca o seu negócio da concorrência.

Enquanto outros empreendimentos pensam apenas em lucrar sem trazer nenhum retorno à sociedade, a sua marca se fortalece em razão de representatividade e inclusão, abrindo mercados e possibilidades que não seriam tão simples de outra forma.

Equipes mais criativas

Não é só externamente que a representatividade traz benefícios para a sua marca. Ao trabalhar a inclusão, você garante a construção de equipes mais diversificadas e criativas, com profissionais com diferentes visões e ideias a serem exploradas a favor do seu negócio.

Como implantar representatividade e inclusão na sua marca?

Agora você já sabe que representatividade e inclusão podem fazer a sua empresa vender mais e atrair um número maior de profissionais diferenciados. Mas como colocar isso em prática? Confira.

Conte com a participação de líderes e gestores

Pode até ser clichê, mas todo bom exemplo deve vir de cima. Em outras palavras, para que representatividade e inclusão funcionem no dia a dia, é preciso que seus líderes e gestores sejam participativos nas mudanças e se mostrem motivados com o novo cenário.

Tenha um discurso alinhado com a prática

Em razão das inúmeras vantagens, muitas marcas se dizem engajadas com causas sociais. Não é incomum vermos comerciais de franquias promovendo uma aparente diversidade, mas que nem sempre se mostra real na prática.

Isso é um grande equívoco. É melhor não fazer do que tentar ludibriar o seu público. O seu discurso deve estar sempre alinhado com a prática, com a teoria sendo só o primeiro passo para uma implementação do trabalho de inclusão.

Apoie causas com quais a sua empresa se identifica

Representatividade e inclusão não precisam se limitar às estruturas da sua empresa. Na verdade, uma boa maneira de iniciar o processo de evolução da marca é apoiar causas promovidas por outras organizações.

Com isso, você não só aumenta a credibilidade do seu negócio, como passa a conhecer melhor outras ideias que valem a pena ser apoiadas e praticadas.

Enfim, representatividade e inclusão englobam ideias e temas sobre cultura, gênero, raça, crenças, regiões etc. Hoje, abrir espaço para esses conceitos é fundamental para o fortalecimento e crescimento da sua marca.

Sendo uma franquia, isso é ainda mais importante. O conceito de pluralidade é algo intrínseco ao franchising, um modelo de negócio que se desenvolve para atender às necessidades de diferentes públicos.

Gostou do artigo? Então, que tal entender como o coworking pode ser importante em uma mudança de conceito na sua empresa?

Facebook Comentários