Taxa de Franquia

A Taxa de Franquia é o valor pago pelo franqueado para ter direito ao uso da marca e todos os benefícios da franquia, como por exemplo a formatação dos negócios, transferência de know-how entre outros aspectos definidos em contrato.

Ela pode ser vista também como o valor cobrado pela franqueadora que corresponde à concessão do uso da marca pelo franqueado. Assim, o franqueado deve repassar o montante para a empresa franqueadora.

Geralmente é um taxa inicial paga ao franqueador para que seja possível se tornar um franqueado. Ela é descrita no Item 5 do Documento de divulgação de franquia (FDD).

Para algumas franquias, essa é uma taxa plana, de tamanho único, e para outros, ela pode variar de acordo com o tamanho do território, a experiência, os compromissos de desenvolvedores de várias unidades/área ou outros fatores.

A Taxa de Franquia faz parte do investimento inicial que o franqueado irá realizar, assim, é preciso que o valor já tenha sido exposto na planilha de investimento divulgada pela própria franqueadora.

A rede franqueadora pode optar por não cobrar esse valor. Essa decisão pode fazer parte de um plano estratégico para o início da expansão como forma de atrair mais candidatos em um menor espaço de tempo ou porque já está embutida no estoque inicial ou outro item da franquia.

O importante é a responsabilidade do franqueador com o franqueado por se tratar de um sistema de franquia, que sem a transferência de um modelo já consolidado não funciona.

Assim, os franqueadores no momento da assinatura do contrato de franquia ou durante o programa de capacitação inicial entregam os manuais de operação da unidade, o que também faz parte do material de apoio e transferência de know-how. Esse serviço geralmente está incluso na Taxa de Franquia.

Redação | Franquia de Valor

Redação | Franquia de Valor

Esse artigo foi produzido por um de nossos especialistas em franquias.

Facebook Comentários