Trabalho em coworking: pontos positivos e negativos em mudar sua empresa para um espaço compartilhado

Trabalho em coworking: pontos positivos e negativos em mudar sua empresa para um espaço compartilhado

19 de agosto de 2019

Uma das tendências mundiais que ganha força no Brasil é o trabalho em coworking. Espaços bem estruturados são oferecidos para que empresas e profissionais desenvolvam as suas rotinas. Com a crise econômica e a necessidade de crescimento, a estratégia é uma forma de aliar alta qualidade e baixo custo.

Ainda que tragam vantagens expressivas para pequenas empresas e profissionais liberais, os espaços de coworking podem oferecer dificuldades no começo — principalmente para quem nunca trabalhou com compartilhamento de ambiente.

Pensa em adotar o trabalho em coworking, mas não sabe se vale a pena? Então, continue a leitura e confiras alguns pontos positivos e negativos dessa estratégia!

Pontos positivos do trabalho em coworking

Mais do que um espaço desenvolvido, o coworking é um ambiente profissional. O local consegue reunir diferentes mentes pensantes com ideias e estratégias para aplicar no mercado.

Por si só, esse cenário já é bastante vantajoso. Mas há outros benefícios do trabalho em coworking. Confira quais são eles!

Aumento do networking

Como dissemos, o coworking é uma reunião de profissionais orientados para o crescimento. Ao optar por essa estratégia, você tem a oportunidade de estimular o networking com contatos que trazem real valor para a sua vida profissional.

Imagine ser um iniciante no franchising e ter a oportunidade de trabalhar ao lado de franqueados experientes, com conhecimento e know how suficientes para auxiliar a sua trajetória? Os benefícios são enormes!

Contenção de gastos

Embora a palavra “coworking” não tenha uma tradução, podemos entendê-la como “trabalho compartilhado”. Um termo simples, mas que enfatiza a principal característica da estratégia: o compartilhamento.

Claro, os processos da sua empresa ainda serão desenvolvidos por você e sua equipe. Porém, no que diz respeito ao espaço, há uma distribuição completa de responsabilidades. Todos devem arcar com as obrigatoriedades do local, como:

  • consumo de água;
  • conta de energia;
  • limpeza.

Ou seja, todas as taxas que a sua empresa pagaria sozinha em um espaço próprio são dividas no trabalho em coworking. A médio e longo prazo, há um considerável impacto positivo na saúde financeira do seu negócio.

Endereço comercial

Receber clientes e parceiros em um local com pouca estrutura ou cheio de distrações não é nada profissional. Por mais que você prepare a sua casa para o trabalho home office, a impressão não é mesma.

Ao fazer o seu trabalho em coworking, você ganha um endereço comercial para receber qualquer visita profissional, marcar reuniões ou realizar chamadas online. Esses espaços contam com ferramentas essenciais para um trabalho de alta qualidade, como:

  • computadores;
  • impressoras;
  • internet.

Acredite: para negociações importantes e fechamentos de acordos de alto valor, um espaço profissional bem estruturado faz toda a diferença.

Localização

Para complementar a vantagem anterior: com o trabalho em corworking, você não só ganha um endereço comercial, mas uma localização privilegiada.

Os espaços costumam ser instalados em pontos estratégicos, como centros das cidades e próximos a ponto de ônibus, metrô etc.

Pontos negativos do trabalho em coworking

A escolha pelo trabalho em coworking também tem os seus riscos. Afinal, é um ambiente compartilhado e alguns fatores se tornam macroambientes.

Confira, abaixo, alguns pontos negativos que você pode encontrar nessa estratégia!

Falta de privacidade

Sem dúvida, a maior dificuldade que um profissional encontra no trabalho em coworking é a falta de privacidade. Para empresas que sempre trabalharam em escritórios privados, mesmo que pequenos, o obstáculo pode ser ainda maior.

Em ambientes compartilhados, os espaços são de livre acesso para todos os profissionais. Quando há divisões, elas são feitas por vidros, o que impossibilita uma privacidade completa.

Regras próprias

No seu escritório, você define as regras de acordo com o perfil do negócio ou o clima organizacional. Todavia, no trabalho em coworking isso não é possível, pois os espaços já contam com orientações pré-definidas.

O regulamento é sempre aplicado objetivando o bem coletivo e não o benefício de poucos. Ou seja, a funcionalidade do espaço prevalece.

Dificuldade para concentração

Quanto maior a movimentação de pessoas, mais difícil ter concentração. Para alguns profissionais isso pode não ser um problema, mas para aqueles que se distraem facilmente, esse cenário é um grande desafio.

Enfim, não há como negar que o trabalho em coworking oferece uma série de benefícios aos profissionais. Para quem busca um espaço bem estruturado e com ótimo custo-benefício, a alternativa é única. Porém, é importante analisar os pontos negativos antes de tomar uma decisão. Afinal, o intuito é sempre melhorar a produtividade do seu negócio.

Achou o artigo interessante? Então, que tal continuar a estudar novos conceitos de mercado e entender como os nativos digitais podem impactar o seu negócio?

João Gabriel Ribeiro

João Gabriel Ribeiro

Analista de Marketing Digital do Grupo Alento, franqueadora detentora das marcas Billy The Grill, Vizinhando e Naa! Sushi Bar.

Facebook Comentários

Deixe uma resposta